top of page

RECubito

Projeto e construção de um protótipo de habitação modular, híbrida e desmontável com estrutura em compensado naval e vedações em chapas de plástico reciclado da iniciativa Precious Plastic desenvolvido com estudantes e monitores da disciplina Tópicos Avançados em Arquitetura e Urbanismo do PPGDU-MDU/UFPE. A inicitiva investiga soluções para construções rápidas e desmontáveis para condições diversas como habitação em situações de desastres ambientais, habitações de interesse social, pavilhões para atividades temporárias e demais possibilidades de uso. A proposta surgiu a partir do CUBITO, nosso primeiro protótipo de habitação construído em 2018 seguindo os mesmos propósitos, mas com uma abordagem de execução e materiais diferentes.

O RECubito foi desenhado a partir de técnicas de design e prototipagem digital e marcenaria avançada, cortes na CNC do Grea3D e finalização com equipamentos de carpintaria tradicional. O workshop para sua construção ofereceu uma série de experiências de construção que incluíram design digital, fabricação digital, marcenaria e a produção das placas a partir de plástico reciclado. O workshop contou com o apoio financeiro da FACEPE, do PROAP/CAPES/PPGDU, e do Edital de Práticas Inovadoras da PROPESQi e PROGRAD/UFPE.

.

Recife, 24 de outubro de 2023

Equipe

Lula Marcondes, Natan Nigro (facilitadores do Ateliervivo), colaboração do arquiteto Diego Bis, das arquitetas Juliana Hermsdorf  e Maria Magdala e assistência de produção. de Gean Matias.

Estudantes

Brasileiros (UNICAP): Amanda Padilha, Iara de Menezes, Gabriel Moura, Maria Cecília Cabral, Maria Luiza Braz, Marília Porto e Vinícius Almeida.

Belgas (Universidade da Antuérpia): Dries Linthout, Jeffrey Ray, Lana Creve, Luka Adinda,, Mika Krouwel,Tine Vande Capelle, Valérie Annie Aloïs Ruts e Xavier Houard.

 

 

.

Realização

Ateliervivo e O Norte - Oficina de Criação, abril de 2023

Apoio:

Unicap ICAMTECH e Universidade da Antuérpia

RECubito
OCUPAÇÃO

OCUPAÇÃO LEONARDO CISNEIROS

Entre 24 e 26 de março de 2023, o Ateliervivo coordenou uma ação de Design-Build como parte das atividades da Conexão Rec-Ant, intercâmbio celebrado entre a Universidade Católica de Pernambuco ICAM-TECH (@arquiteturaunicap ) e a Universidade da Antuérpia (@uantwerpen ).


A ação, que contou com estudantes das duas universidades, ocorreu na Ocupação Leonardo Cisneiros, organizada pelo Movimento de Resistência e Luta pelo Teto (@mlrtpernambuco) há cerca de dois anos. O edifício ocupado, o Segada Vianna, está localizado no Bairro de Santo Antônio, centro do Recife, e conta com cerca de 64 famílias desalojadas em razão das chuvas do primeiro semestre de 2021 e também da pandemia.

A missão dos três dias foi dar vida ao espaço cívico da ocupação - local de reuniões, trocas e organização do movimento e que se encontrava desprovido de qualquer elemento que permitisse o encontro. Com essa demanda, o grupo construiu uma cozinha coletiva móvel e bipartida (com módulo de cozimento e módulo de lavagem independentes) e os respectivos mobiliários de permanência com cinco bancos (incluindo um para crianças) e uma mesa. A partir da ação, a ocupação passou a ter seu espaço cívico avivado e com condições de receber e alimentar um grupo maior de pessoas.

Equipe

Lula Marcondes, Natan Nigro (facilitadores do Ateliervivo), colaboração do arquiteto Diego Bis, das arquitetas Juliana Hermsdorf  e Maria Magdala e assistência de produção. de Gean Matias.

Estudantes

Brasileiros (UNICAP): Amanda Padilha, Iara de Menezes, Gabriel Moura, Maria Cecília Cabral, Maria Luiza Braz, Marília Porto e Vinícius Almeida.

Belgas (Universidade da Antuérpia): Dries Linthout, Jeffrey Ray, Lana Creve, Luka Adinda,, Mika Krouwel,Tine Vande Capelle, Valérie Annie Aloïs Ruts e Xavier Houard.

 

 

.

Realização

Ateliervivo e O Norte - Oficina de Criação, abril de 2023

Apoio:

Unicap ICAMTECH e Universidade da Antuérpia

Pavilhão bambu

PAVILHÃO EXPERIMENTAL EM BAMBU

Projeto e construção de uma escultura torcida (24,0 x 4m) fabricada em bambu e orientada pelo Ateliervivo (Michael Phillips) com o artista Shaun Banner e professores e alunos da Curtin University, Austrália Ocidental.

O objetivo foi explorar as qualidades e possibilidades de construção com bambu, uma planta de crescimento rápido e com grande potencial e aplicações sustentáveis, principalmente pela possibilidade de ser usada sem processamento industrial. O material possibilita formas flexíveis e orgânicas, resistência à compressão e torção, sendo implementado em construções, estruturas de coberturas e mobiliários. Com tantas possibilidades de aplicação, gostaríamos de explorar o que mais poderia ser criado.

A construção de um estrutura torcida com um vão livre trouxe uma série de desafios para a equipe, como avaliação estrutural por parte dos engenheiros da equipe e estudo e experimentação dos detalhes de montagem e desmontagem rápidas. A forma não convencional exigiu intuição sobre as soluções pensadas.

O pavilhão foi construído no campus da Universidade de Curtin como parte da Indian Ocean Craft Triennial em outubro de 2021. Apóis  um mês de exposição foi desmontado, transportado e remontado para fazer parte da Fremantle Bienal.